Gêmeas conseguem mesma nota na redação e são aprovadas para medicina na PB

Iguais na aparência, na nota da redação e na aprovação...


Gêmeas conseguem mesma nota na redação e são aprovadas para medicina na PB

Iguais na aparência, na nota da redação e na aprovação. É assim que se define a história de Wanessa Alves e Andressa Alves, 17 anos, gêmeas idênticas que comemoram a aprovação para o curso de medicina na UFPB (Universidade Federal da Paraíba), através do Sisu (Sistema de Seleção Unificada). As duas tiveram 980 como nota da redação.

`As semelhanças entre elas estiveram presente em toda a caminhada em busca da tão sonhada aprovação`, conta a mãe Josineide Alves, que não esconde o orgulho das filhas. A família mora no município de Sapé, a 42 quilômetros de João Pessoa.

Wanessa e Andressa terminaram o ensino médio em 2015, e passaram um ano em casa estudando --decidiram não fazer cursinho. Disciplina e foco não faltaram. `No início do ano passado nós montamos um cronograma de estudo e seguimos à risca. Por dia, estudávamos cerca de 10 horas, tempo no qual víamos de duas a três disciplinas`, revela Wanessa, que pretende ser cirurgiã do aparelho digestivo. Andressa, cirurgiã cardiovascular.

Com a rotina puxada, as gêmeas se afastaram das redes sociais e de alguns eventos entre amigos e familiares. À noite, faziam questão de ter um sono tranquilo, para reiniciar no dia seguinte. Aos finais de semana, Wanessa e Andressa dedicavam um tempo ao lazer, mas não abandonavam os estudos. `Aos domingos a gente treinava redação, era sagrado`, afirma. `A sensação é de dever cumprido`.

As gêmeas afirmam que o segredo para a aprovação é persistência, foco, disciplina, coragem. `A gente privilegiava matéria de natureza, mas não esquecia de linguagens, humanas, matemática. A gente sempre gostou de todas as matérias`, declara uma das futuras médicas. Segundo elas, quando uma conseguia resolver uma questão primeiro, imediatamente explicava para a outra. E vice-versa. `Acho que o segredo é compreender a matéria, sem decoreba`, frisa Wanessa.

Embora não tenham médicos na família, Wanessa e Andressa nunca tiveram dúvida quanto à escolha que fizeram pela medicina. De família católica, elas disseram que a profissão é a que `mais se aproxima de Deus`.

Sensação de dever cumprido. Muito persistente. Seguimos foco, determinação e fé. Quando nós vimos --viu que valeu a pena. Para comemorar a dupla aprovação, a família vai rezar um terço, realizar uma missa de Ação de Graças e fazer um bolo, que terá um detalhe especial para as gêmeas: Jesus, Nossa Senhora e um estetoscópio. `É uma promessa que fizemos, e a promessa se cumpriu`.

Fonte: DA REDAÇÃO - UOL EDUCAÇÃO - 05/02/2017 - SÃO PAULO, SP
×
Atendimento/Dúvidas
(93) 99184-3891
Atendimento/Dúvidas
(93) 3222-9540
Atendimento/Dúvidas
(93) 99138-3691